quinta-feira, 10 de abril de 2014

Torta de amêndoas italiana com geléia de groselhas


Olás, tudo bem?
Eu estava em São Paulo a trabalho e como o expediente acabou cedo, aproveitei para dar uma passada na Rua Paula Souza [aquela cheia de lojas de panelas e equipamentos para cozinha - sempre passo por lá, geralmente nunca compro nada..rs] e almoçar no Mercadão, ali pertinho. A idéia era aproveitar o Mercadão para comprar cream cheese em embalagem de 1,5kg [sou daqueles que levam até uma bolsa térmica junto] e um quilo de noz pecã [coisas que por aqui não existem], mas quando bati os olhos naqueles pequenos rubis brilhantes piscando pra mim do alto das bancas de frutas, nada mais importava. Groselhas! Comprei, claro. Quatrocentos gramas. Quase cinquenta reais. Susto e encantamento, estava hipnotizado pela beleza daquelas pérolas vermelhas.
No dia seguinte o desencanto: as groselhas são muito azedas! Azedas e picantes. Não é a toa que são muito mais usadas como decoração do que como ingrediente. Bom, engoli minha decepção e resolvi remediar com açúcar: fiz um vidro pequeno da geléia de groselhas do David Lebovitz, facílima, que combinada com a maciez e o leve aroma de laranja do marzipan caseiro da Pat, do Technicolor Kitchen [ótima dica, vou ter que fazer sempre!] rendeu uma bela torta para a hora do café!
Óbvio que pode ser feita com geléia de outras frutas, né? Espero que gostem! :)


Torta de Amêndoas Italiana com geléia de groselha
[receita levemente adaptada daqui]

Ingredientes para a massa:
1 xícara de farinha de trigo;
1/3 de xícara [65g] de manteiga amolecida, sem sal;
1/4 de xícara [50g] de açúcar;
1 gema;
1 pitada de sal.

Ingredientes para o recheio de marzipan:
1/2 xícara mais 1 colher de sopa [115g] de manteiga sem sal, em temperatura ambiente;
225g [1/2 receita] de marzipan* picado em cubinhos;
1/4 de xícara [55g] de açúcar cristal;
2 ovos;
1/3 de xícara [50g] de farinha de trigo;

300g de geléia de groselha**:
1/3 de xícara [50g] de amêndoas fatiadas;
Açúcar para polvilhar.

Prepare a massa:
Em uma tigela coloque a manteiga amolecida, o açúcar e o sal, e trabalhe amassando com a palma das mãos por alguns instantes. Acrescente a gema e misture. Junte a farinha peneirada, misturando até conseguir uma massa homogênea. Enrole em filme plástico e leve a geladeira por meia hora.
Abra a massa, com um rolo ou apertando com as pontas dos dedos, sobre o fundo e laterais de uma fôrma  canelada de 22cm de diâmetro, de fundo removível. Fure a massa com um garfo. Reserve no freezer por 10 minutos.
Preaqueça o forno por 10 minutos em 180 graus.
Cubra a massa gelada com uma folha e papel alumínio e por cima coloque algum peso [feijões, por exemplo]. Leve para assar por 15 minutos.
Retire do forno.

Prepare o recheio de marzipan:
Na batedeira ou usando um bom fouet, bata a manteiga em uma tigela até ficar pastosa. Adicione os cubinhos de marzipan e bata bem, até ficar um creme homogêneo. Continue batendo e adicione o açúcar.
Junte um ovo de cada vez, batendo após cada adição. Por fim, incorpore a farinha de trigo.

Montando a torta:
Sobre a massa pré-assada, espalhe a geléia de groselhas. Por cima, distribua colheradas do creme de marzipan e alise com uma espátula. Espalhe as amêndoas fatiadas e polvilhe açúcar.
Volte a torta para o forno por 35 minutos, até o recheio firmar e dourar.
Sirva em temperatura ambiente.

*Marzipan caseiro
[rende aproximadamente 500g de marzipan, receita adaptada daqui]

Ingredientes:
1 ovo grande;
1/4 da colher de chá de extrato de baunilha;
1/2 xícara [90g] de açúcar refinado;
1 xícara [140g] de açúcar de confeiteiro, peneirado;
2 e 1/4 xícaras [220g] de farinha de amêndoas;
Raspas da casca de laranja ou 2 colheres de sopa de Cointreau.

Preparo:
Bata ligeiramente o ovo com a baunilha. Reserve.
Em uma tigela misture os açúcares, a farinha de amêndoas e as raspas de laranja ou o Conitreau. Junte a mistura de ovo, misturando com uma colher e depois amassando com as mãos, até conseguir uma textura homogênea. Faça uma bola com a massa, envolva em filme plástico e conserve na geladeira [deixe na geladeira pelo menos três horas antes de usar]. Dura até um mês!


**Geléia de groselha vermelha
{receita retirada daqui]

Ingredientes:
Groselhas e açúcar, a mesma medida.

Preparo:
Lave as groselhas e retire os cabinhos. Coloque em uma panela e adicione água o suficiente para apenas cobrir o fundo da panela. Leve ao fogo, mexendo constantemente, até as groselhas ficarem macias.
Passe por uma peneira, apertando bem para conseguir tirar todo o sumo das groselhas. Descarte cascas e sementes.
Meça a quantidade de suco obtida: vai ser a mesma de açúcar necessária.
Junte o suco com o açúcar, em uma panela, e leve ao fogo médio alto, mexendo até o açúcar se dissolver. Quando começar a ferver, deixe por 5 minutos.
Apague o fogo, retire qualquer espuma que tenha se formado, e passe a geléia quente para vidro esterilizados. Tampe-os, vire-so de cabeça para baixo e deixe esfriar completamente.

quarta-feira, 19 de março de 2014

Waffles Churros com doce de leite




Olás, tudo bem?
Ontem fui acompanhar meu irmão até a rodoviária logo cedinho, e como sei que ele acaba sempre tomando café na padaria [pão com mortadela e coca-cola, mais especificamente] resolvi levar o lanche de casa, pra comermos juntos antes do ônibus. Em se tratando do meu irmão, doce de leite é a chave para agradá-lo. Então é claro que me lembrei desses waffles de churros com doce de leite que eu tinha visto no Prato Fundo, quando eu ainda nem tinha uma máquina de fazer waffles.
Comprei minha máquina faz pouco tempo, mas tenho usado bastante, e a maioria das receitas que experimentei  renderam waffles deliciosos, mas com textura de panqueca americana, bons pra comer com mel ou xarope. 
A massa desse aqui é surpreendentemente diferente! Bem menos líquida quando crua e mais macia depois de cozida, lembra mais um pãozinho doce ou donut do que uma panqueca ou um churro [como o nome sugere]. Sabe aqueles pretzels gordinhos vendidos em quiosque de shopping center? Então, achei sabor e textura iguaizinhos aos deles! Ainda mais depois de pincelados com manteiga derretida e passados no açúcar com canela. Deliciosos! Ah, e claro, servidos com doce de leite, arrebentam a boca do balão! 
Foi um belo café da manhã. Espero que vocês também gostem!


Waffles Churros com doce de leite
[a receita vem daqui, mas adaptei as medidas para xícaras, ok? Rendeu quase quatrodiscos de waffles de 18cm de diâmetro cada].

Ingredientes:
1/2 xícara mais 1/3 de xícara [200ml] de leite integral;
3/4 de xícara [115g] de farinha de trigo;
1/4 de xícara [35g] de amido de milho;
3 colheres de sopa [30g] de açúcar cristal;
1 ovo, clara e gema separadas;
2 colheres de sopa [25g] de manteiga sem sal, derretida;
1 colher de sopa [8g] de fermento em pó;
1 pitada [1,5g] de sal.

Manteiga sem sal derretida para pincelar [umas 2 colheres de sopa bastam].
Açúcar cristal e canela em pó para polvilhar. 

Doce de leite cremoso, para servir.

Preparo:
Em um prato misture açúcar cristal com canea em pó, na proporção de sua preferência, e reserve [você vai utilizar no final, para passar os waffles prontos].

Em uma tigela peneire os secos: a farinha, o amido, o açúcar, o fermento em pó e o sal. Misture bem e reserve.
Em outra tigela misture os líquidos: o leite, a manteiga derretida e a gema de ovo. Reserve.
Em outra tigelinha bata a clara em neve. Reserve.
Misture os líquidos aos secos, mexendo bem para desfazer os grumos. Por fim adicione a clara em neve e misture com uma colher com movimentos do fundo para cima, sem bater, só para incorporar.

Distribua colheradas dessa massa na máquina ou ferro de waffles quente, conforme indicação do fabricante.

Deixe os waffles esfrarem ligeiramente [só um pouquinho mesmo, você vai perceber q ficam mais firmes], então pincele-os com a manteiga derretida dos dois lados e passe-os pelo açúcar com canela.
Distribua colheradas de doce de leite nas cavidades dos waffles e sirva imediatamente.

terça-feira, 11 de março de 2014

Torta de Pudim de Chocolate



Olás, tudo bem?
Quando eu vi essa receita pela primeira vez, procurando doces achocolatados pra preparar para o meu irmão [que sempre reclama quando não vai chocolate e/ou doce de leite na sobremesa], duvidei de que esse creme de chocolate fosse ficar bom. Onde já se viu creme sem gemas, sem manteiga, sem pelo menos um tantinho de creme de leite?! Ah não, isso pra mim é mingau, pensei. Igual ao mingau que a gente fazia quando era criança e batia vontade de um docinho, com maizena e nescau, e que dava uma azia danada depois. Mas como o Smitten Kitchen é um dos meus blogs de comida e fotografia preferidos [você conhece? Vale uma visita!] resolvi confiar e arriscar.
E não é que me surpreendeu?! Dito e feito, o suposto mingau muda completamente de cor e de textura assim que os primeiros pedaços de chocolate caem na mistura quente e começam a derreter: o creme se torna escuro, forte, untuoso e macio, totalmente diferente daqueles pudinzinhos de chocolate de caixinha que inspiram essa receita. 
Falando em chocolate, aqui vai uma dica fundamental: use um 60 ou 70% cacau da melhor qualidade. Como o creme leva poucos ingredientes, é o chocolate que vai ser responsável pelo sabor final. E você não vai querer um sabor mais ou menos, né? 
Outra coisa: a receita original pede uma base de massa de torta assada, como a desse link. Eu testei usando a base indicada e uma alternativa com massa de biscoitos triturados, e tenho de dar o braço a torcer que dessa vez preferi a massinha de biscoitos, que se comporta melhor quando gelada. Por isso a indicação dela na receita. 
Uma última alteração minha: troquei parte do cacau em pó por um pouco mais de chocolate em barra, 70%. Questão de gosto pessoal mesmo. A receita vai aqui com as minhas medidas.
Espero que gostem... mas em se tratando de chocolate, desconfio que não tem como não gostar, né?!


Torta de Pudim de Chocolate
[receita adaptada daqui, rende uma torta de 22cm de diâmetro]

Ingredientes para a massa:
200g de biscoito tipo 'Maria';
100g de manteiga sem sal, derretida.

Ingredientes para o pudim de chocolate:
3 xícaras [720ml] de leite integral;
1/2 xícara de açúcar;
1/4 de xícara de amido de milho;
2 colheres de sopa de cacau em pó;
1/4 da colher de chá de sal;
180g de chocolate 70% cacau, de boa qualidade, picado;
1 colher de chá de extrato de baunilha;

Para a cobertura:
1 xícara de creme de leite fresco gelado;
2 colheres de sopa de açúcar;
Raspas de chocolate [usei o mesmo do recheio] para decorar.

Prepare a massa:
Preaqueça o forno a 180 graus.
No processador ou liquidificador triture os biscoitos [eu trituro um pouco de cada vez, para ficar bem moído] até formar uma farinha grossa. Adicione a manteiga derretida e misture bem.
Cubra o fundo e as laterais de uma fôrma de tortas de 22cm de diâmetro com essa mistura, apertando com as costas de uma colher para compactar bem.
Leve ao forno por 10 minutos, ou até as bordas começarem a dourar levemente.
Retire do forno e deixe esfriar.

Prepare o pudim de chocolate:
Em uma panela de fundo grosso misture o açúcar, o amido, o cacau e o sal. Adicione o leite aos poucos, mexendo com um fouet para não formar grumos. Leve a panela ao fogo médio, mexendo constantemente. Quando começar a ferver, cozinhe o creme sem parar de mexer por dois minutos, para engrossar.
Retire do fogo e adicione o chocolate picado, misturando com uma espátula até derreter completamente. Por fim, incorpore a baunilha.
Recheie a base preparada com o pudim, cubra com filme plástico, para não formar película, e leve à geladeira por pelo menos duas hora, até firmar [eu preparei na véspera].

Na hora de servir, prepare o chantilly:
Na batedeira ou com o fouet, bata o creme de leite fresco bem gelado com o açúcar até conseguir picos macios. Distribua o creme chantilly sobre o centro da torta, cubra com as raspas de chocolate e sirva.